-A A +A
CCAE e CCENS

História

 A ideia inicial foi um sonho de românticos, encabeçada por estudantes aos quais se uniram, mais tarde, diversas lideranças políticas, administrativas, culturais e comunitárias. Com isso, outras pessoas viam na criação de uma escola superior de agronomia um meio de injetar um pouco de ânimo à debilitada economia regional, violentamente atingida pela erradicação dos cafeeiros na década de 60. Para que o sonho da criação desta escola fosse realizado, o prefeito da época, Antônio Lemos, conseguiu os serviços do engenheiro agrônomo Arnaldo Augusto Vieira, do Ministério da Agricultura, para elaboração dos projetos da pretendida Escola Superior de Agronomia do Espírito Santo (ESAES).
 
 O Centro surgiu da incorporação da antiga Escola Superior de Agronomia do Espírito Santo (ESAES), uma autarquia subordinada à Secretaria de Estado da Educação, criada em 06 de agosto de 1969, pelo então Governador Christiano Dias Lopes Filho, passando a funcionar em 18 de março de 1971. A primeira turma, constituída de 23 (vinte e três) engenheiros agrônomos, colou grau em dezembro de 1974. Logo após, em janeiro de 1975, o curso de Agronomia foi reconhecido pelo MEC.
 
Dificuldades financeiras do Governo Estadual para manutenção e expansão da Escola tornaram sua federalização uma alternativa viável para a solução do problema. Assim, dos entendimentos mantidos entre o Governo Estadual e o MEC resultou o Decreto Estadual 752-N, de 04 de dezembro de 1975 que doou à UFES bens e direitos que compunham a Escola Superior de Agronomia. Com isso, a partir de 1976, a ESAES passou a denominar-se Centro Agropecuário da Universidade Federal do Espírito Santo (CAUFES) e, a partir do ano de 2001, com a criação de três novos cursos de graduação (Engenharia Florestal, Medicina Veterinária e Zootecnia), o Centro Agropecuário passou a denominar-se Centro de Ciências Agrárias da UFES (CCAUFES), recebendo uma nova estruturação jurídico-institucional. Em 2005, com o Projeto de Expansão das Instituições Federais de Ensino, foram criados os cursos de Ciências Biológicas; Engenharia Industrial Madeireira; Engenharia de Alimentos; Geologia e Nutrição, todos Bacharelados. Já em 2009, foram criados, com o Projeto REUNI – Reestruturação das Universidades Brasileiras, os cursos de: Química; Física; Biologia; Matemática (Licenciatura) e Ciência da Computação; Sistemas de Informação; Engenharia Química e Farmácia (Bacharelado).

Leis e Decretos sobre a A ESAES / CAUFES / CCAUFES

  • Criação da ESAES – Lei nº. 2.434, sancionada pelo Governador Christiano Dias Lopes Filho, em 06 de agosto de 1969, publicada no Diário Oficial do Estado em 12 de agosto de 1969.
  • Regulamentação da ESAES– Decreto nº. 049-N, de 10 de abril de 1970, publicada no Diário Oficial do Estado em 10 de abril de 1970.
  • Autorização para funcionamento – Decreto nº. 68.280, sancionado pelo Presidente da República, Sr. Emílio Garrastazu Médici, em 24 de fevereiro de 1971, publicado no Diário Oficial da União em 24 de fevereiro de 1971.
  • Nomeação do primeiro Diretor – Decreto nº. 121-A-P, de 15 de março de 1971 – Professor Odimar Deusdará Rodrigues, publicado no Diário Oficial do Estado em 15 de março de 1971.
  • Reconhecimento do curso de Agronomia – Decreto nº. 75.235, de 16 de janeiro de 1975, do Presidente da República, Sr. Ernesto Geisel, publicado no Diário Oficial da União em 16 de janeiro de 1975.
  • Decreto nº 79.246, de 10 de fevereiro de 1977, do Presidente da República, Sr. Ernesto Geisel – autoriza a Universidade Federal do Espírito santo a aceitar a doação dos bens e direitos integrantes da Escola Superior de Agronomia do Espírito Santo, publicado no Diário Oficial da União em 10 de fevereiro de 1977.

Diretores

1º. Diretor – Odimar Deusdará Rodrigues (1970-1974)
2º. Diretor – Paulo Lemos Barbosa (1974-1976)
3º. Diretor – Luiz Cláudio Gallerani Penedo (1976-1979)
4º. Diretor – Agostinho Merçon (1979-1984)
5º. Diretor – Alexandre César Grandi Cid – Pró-Tempore (1984)
6º. Diretor – José Maurício Guerra (1985-1989)
7º. Diretor – José Geraldo Ferreira (1989-1993)
8º. Diretor – José Augusto Teixeira do Amaral (1993-1997)
9º. Diretor – Paulo César da Silva Lima (1997-2001)
10º. Diretor – Paulo César da Silva Lima (2001-2004)
11º. Diretor – Rosembergue Bragança – Pró-Tempore (2004)
12º. Diretor – José Eduardo Macedo Pezzopane (2004-2008)
13º. Diretor - Dirceu Pratissoli – Pró-Tempore (2008)
14º. Diretor – Waldir Cintra de Jesus Junior (2008-2012)
15º. Diretor – Julião Soares de Souza Lima (2012-2016)
16º Diretor - Josevane Carvalho Castro - Pró-tempore (2015-2016)
 

Linha do Tempo

Em 06 de agosto de 1969, foi criada a Escola Superior de Agronomia do Espírito Santo (ESAES), pelo então Governador Christiano Dias Lopes Filho, passando a funcionar em 18 de março de 1971, com o curso de Agronomia.
 
Em 09 de outubro de 1972, a Biblioteca da ESAES foi registrada no Instituto Nacional do Livro, sob nº RM 13.553, nos termos do Decreto nº 48.902 de 27 de agosto de 1960.
 
Em janeiro de 1975, o curso de Agronomia foi reconhecido pelo MEC.
 
Em 31 de julho de 1998, foi autorizada a criação de três novos cursos de Graduação: Engenharia Florestal, Medicina Veterinária e Zootecnia.
 
Em 1999, entraram as primeiras turmas dos novos cursos.
 
Em 08 de dezembro de 2001, o CAUFES passou a denominar-se CCA-UFES.
 
Em 2002, foi criado o Núcleo de Estudos e de Difusão de Tecnologia - NEDTEC, vinculado ao Centro de Ciências Agrárias da UFES (CCA-UFES) e apoiado pelo Ministério do Meio Ambiente, em parceria com a Fundação Ceciliano Abel de Almeida e a UFES. O NEDTEC teve por objetivo desenvolver estudos, pesquisas, capacitação técnica, treinamento e atividades de educação ambiental na área de floresta, recursos hídricos e agricultura sustentável. As ações do Núcleo eram voltadas prioritariamente para os municípios da Bacia do Rio Itapemirim, além de outros pertencentes às bacias limítrofes (Rio de Janeiro e Minas Gerais). No NEDTEC, foram implantados os seguintes laboratórios: Ecologia, Recursos Hídricos, Geoprocessamento, Anatomia da Madeira, Dendrologia.
 
Em junho de 2004, começou a funcionar o Hospital Veterinário (HOVET) como o principal laboratório de formação profissional de alunos do curso de Medicina Veterinária e de pós-graduação em Ciências Veterinárias do estado, onde são desenvolvidas atividades de ensino, pesquisa e extensão nessa área. O HOVET oferece aos moradores de Alegre e região atendimento clínico e cirúrgico a animais de pequeno porte (de companhia) ou de grande porte, tais como realização de exames laboratoriais, parasitológicos, patológicos, microbiológicos e exames complementares de imagem, como raio-x e ultrassom, além de eletrocardiograma. 
 
Em 18 de novembro de 2005, o Conselho Universitário da UFES criou os Cursos de Graduação em Ciências Biológicas; Engenharia de Alimentos; Engenharia Industrial Madeireira; Geologia e Nutrição, todos com funcionamento no CCA-UFES. 
 
Em 2006, foi criado o Departamento de Engenharia Florestal, com o plano de interiorização e estruturação da UFES, que em 2012, passou a ser denominado Departamento de Ciências Florestais e da Madeira (DCFM), ocupando a estrutura do projeto do Núcleo Especializado em Desenvolvimento de Tecnologias em Florestas, Recursos Hídricos e Agricultura Sustentável (NEDTEC), em Jerônimo Monteiro, cuja montagem da estrutura física e laboratorial foi apoiada inicialmente pelo Ministério do Meio Ambiente do Governo Federal, cujo investimento inicial para construção do Núcleo foi em 2002. 
 
A partir de 2006, com a expansão do Centro e a criação dos cursos, a Biblioteca Setorial de Ciências Agrárias precisava ampliar o espaço físico e suas instalações, para tal empreendimento, foi construído um prédio com área e arquitetura específicas para abrigar a nova Biblioteca. Em 2009, as instalações da biblioteca passou de um espaço de 282 m² para um novo espaço com área de 1.388 m² divididos em 2 andares e recebeu o nome de “BIBLIOTECA CHRISTIANO DIAS LOPES FILHO” em homenagem e reconhecimento ao trabalho do respeitado fundador da ESAES Ex-governador do Estado do Espírito Santo.
 
Em 2009, o Conselho Universitário da UFES criou, com o Projeto REUNI – Reestruturação das Universidades Brasileiras, os cursos de: Ciência da Computação; Química; Física; Biologia; Matemática (Licenciatura) e Sistemas de Informação; Engenharia Química e Farmácia (Bacharelado).
 
Em 2012, o Conselho Universitário aprovou a redepartamentalização do Centro, com a criação de mais 07 departamentos, passando a 12 departamentos: Biologia, Ciências Florestais e da Madeira, Computação, Engenharia de Alimentos, Engenharia Rural, Farmácia e Nutrição, Geologia, Matemática Pura e Aplicada, Medicina Veterinária, Produção Vegetal, Química e Física e Zootecnia.
 
Em 30 de maio 2014, foi inaugurado o Prédio da Administração Central, onde funciona a parte administrativa do Campus de Alegre e no Prédio Castelinho passou a funcionar os serviços de assistência social e de saúde. 
 
Em 09 de junho de 2014, foi inaugurado o Complexo Laboratorial de Mudanças Climáticas, um prédio com 1.300m², composto por sete laboratórios de pesquisa e ensino, que abrigará os laboratórios de Manejo Florestal, Dendrocronologia (método científico de estabelecer a idade de uma árvore), Geoprocessamento, Incêndios Florestais, Carbono, Ecofisiologia e de Informática do Departamento de Ciências Florestais e da Madeira.
 

Pós-Graduação

Foram criados também os Programas de Pós-Graduação com cursos de mestrado em Produção Vegetal no ano de 2003; os cursos de mestrado em Ciências Florestais e Ciências Veterinárias em 2007; logo após o Doutorado em Produção Vegetal; em 2011, o Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos; em 2012, os cursos de mestrado e doutorado em Genética e Melhoramento e, em 2014, o mestrado em Engenharia Química. Em 2016, foram criados os programas de Pós-graduação em Agroquímica e de  Ensino, Educação Básica e Formação de Professores com cursos de mestrado.
 

Desmembramento do Centro de Ciências Agrárias:

Centro de Ciências Agrárias e Engenharias (CCAE)

O Centro de Ciências Agrárias e Engenharias (CCAE) foi criado por meio da Resolução nº 44/2015 do Conselho Universitário, sendo desmembrado do Centro de Ciências Agrárias (CCA). É uma unidade acadêmico-administrativa da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

O CCAE fica localizado no campus da Ufes no município de Alegre, no Sul do Estado, a aproximadamente 196 quilômetros da Capital. Possui os seguintes departamentos: Ciências Florestais e da Madeira, Engenharia Rural, Engenharia de Alimentos, Medicina Veterinária, Produção Vegetal e Zootecnia. Oferece sete cursos de graduação: Agronomia, Engenharia de Alimentos, Engenharia Florestal, Engenharia Industrial Madeireira, Engenharia Química, Medicina Veterinária e Zootecnia.

O Departamento de Ciências Florestais e da Madeira está localizado na unidade instalada no município de Jerônimo Monteiro. O CCAE possui três Áreas Experimentais que estão localizadas no distrito de Rive, em Alegre, e nos municípios de São José do Calçado e Jerônimo Monteiro. As principais finalidades das Áreas Experimentais são: apoiar e colaborar, prioritariamente, com os cursos da área de Ciências Agrárias no ensino, na pesquisa e na extensão; apoiar outros cursos do CCAE e do CCENS em atividades didático-científicas e no desenvolvimento institucional; servir de base para a produção de conhecimento e transferência tecnológica.

O CCAE mantém em sua estrutura o Hospital Veterinário (Hovet) – o único de instituição pública do Espírito Santo – que funciona como principal laboratório de formação acadêmica para os estudantes do curso de Medicina Veterinária, e de pós-graduação em Ciências Veterinárias, onde são desenvolvidas atividades de ensino, pesquisa e extensão. O Hovet possui diversos projetos voltados para o atendimento à comunidade de Alegre e região, incluindo programas rurais.

 Centro de Ciências Exatas, Naturais e da Saúde (CCENS)

O Centro de Ciências Exatas, Naturais e da Saúde (CCENS) foi criado por meio da Resolução nº 44/2015 do Conselho Universitário, sendo desmembrado do Centro de Ciências Agrárias (CCA). É uma unidade acadêmico-administrativa da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

O CCENS possui os seguintes departamentos: Biologia, Computação, Farmácia e Nutrição, Geologia, Matemática Pura e Aplicada, Química e Física e oferece 10 cursos de graduação: Ciência da Computação, Ciências Biológicas (bacharelado), Ciências Biológicas (licenciatura), Farmácia, Física (licenciatura), Geologia, Matemática (licenciatura), Nutrição, Química (licenciatura), e Sistemas de Informação. Mantêm os Programas de Pós-Graduação em Agroquímica e o de Pós-Graduação em Ensino, Educação Básica e Formação de Professores, oferecendo cursos de mestrado.

 

Transparência Pública
Acesso à informação
Reuni
Facebook

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Alto Universitário, s/nº - Guararema, Alegre - ES | CEP 29500-000